Windows 7 chega dia 22 de outubro de 2009

Meus caros leitores

Desde os anos 80 a microsoft desenvolve seus programas adotando alguns passos padrão e sempre disponibiliza versões BETA (teste) para que profissionais da área de TI, e amantes - mesmo - de tecnologia em geral, possam analisar os sistemas em suas realidades, oferecendo retorno à empresa Microsoft, para que esta possa aparar as arestas necessárias. A partir dos intensos testes que venho fazendo com este "novo" sistema, é possível afirmar que a surpresa será geral quando as pessoas começarem a substituir o windows Vista por Windows7. Antecipo-lhes algumas poucas informações, torcendo que sejam felizes com o novo produto.


Windows 7 chega neste dia 22 ao mercado

A sétima versão do sistema operacional da Microsoft vem cheia de expectativa e curiosidades. O Windows 7, que terá seu lançamento na próxima quinta-feira (22), pretende ser uma atualização mais simples e focalizada para a linha, compatível a aplicações e hardwares diversos. O programa promete ainda ter plena compatibilidade com drives e aplicações. A tática da companhia quebra o padrão dos sistemas operacionais anteriores: programas que funcionavam perfeitamente no Windows XP não tiveram uma grande eficiência no Vista, principalmente na época do lançamento do software.

Recursos

A interface aprimorada, com barra de tarefas redesenhada, suporte para telas sensíveis ao toque (inclusive múltiplo) e mecanismo de busca interna refeito são alguns dos recursos que prometem atrair os consumidores. A ferramenta possui ainda um novo menu "Iniciar", comando de voz em inglês, suporte nativo ao Blu-Ray e ao finado HD-DVD (desde que o computador possua leitores específicos para cada formato), novos papéis de parede, temas e ícones, conceito de bibliotecas integrado ao Windows Explorer, UAC personalizável (central de infraestrutura de tecnologia e segurança), Windows Media Player 12, arquitetura modular e melhor desempenho. O sistema ainda conta com o Windows XP Mode – o internauta consegue virtualizar o XP em modo de compatibilidade para poder rodar programas antigos.
Contudo, o sistema operacional também removeu certos recursos. O miniplayer do Windows Media Player, o cliente de e-mail padrão e navegador de internet no menu Iniciar, a capacidade de desabilitar o agrupamento dos botões similares na barra de tarefas não são mais ferramentas que o usuário possui ao utilizar o novo software.
As seis versões do Windows 7 serão vendidas em breve, mas nem todas chegarão às lojas brasileiras. A Starter Edition (para netbooks) e a Enterprise (para corporações) não serão vendidas nas redes de informática e do varejo em geral. A mais barata das versões é a Home Basic, que deve custar R$ 329. Essa versão é indicada para PCs com acesso à internet e recursos básicos. Já a edição Home Premium é indicada para todo o tipo de consumidor e será vendida por R$ 399.
A versão Professional traz recursos de conectividade e ferramentas de segurança e backup, custando R$ 629. A mais cara é a Ultimate, que sairá R$ 669, e engloba todos os recursos de todas as outras versões do sistema operacional.


Informação é poder!

Comentários

Postagens mais visitadas