sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Relacionamentos Virtuais X Engenharia Social

Venho para falar de alguns assuntos muito interessantes e atualíssimos e percebi que seria essencial fazer antes mais um resumo da minha breve passagem pela área de TI, de forma a tentar facilitar a entendimento de todos aqueles que, porventura, precisem saciar um pouco da sede de informações sólidas sobre as redes sociais e a internet do século 21. Como a vida me proporcionou a fantástica possibilidade de vivenciar todas as fases do desenvolvimento tecnológico desde a década de 80, gosto sempre de estar me lembrando, com a humildade necessária, mas também com um orgulho responsável, que a melhor forma de fazer esta experiência valer a pena é multiplicar cada informação vivida com todos que tem algum interesse ou que precisam diretamente. Meu blog e meus e-mails, descritos abaixo, estão sempre à disposição.

Blog – stressandocominformatica.blogspot.com
Email – luizloiola@yahoo.com.br

Meu primeiro contato com a informática ocorreu em 1986 e nunca mais pude me afastar da área de TI um dia sequer, como usuário normal, como instrutor ou como consultor de suporte ao usuário. Naquele tempo não havia quase tecnologia em nossas vidas e a fase ficou conhecida mesmo pela grande onda artística que se espalhou pelo mundo, com muitas das melhores músicas e dos melhores filmes tendo surgido naquela década. Foi uma época também de lutas sociais e políticas de envergadura nacional e internacional, onde avanços morais e intelectuais se firmaram como consequências naturais de tantos embates dentro da sociedade. As máquinas de datilografia e calculadoras mecânicas (na base da manivela) eram os objetos de escritório mais utilizados. Pouco, ou quase nada, existia de computadores e o windows e o mouse eram uma realidade distante. Nossos computadores trabalhavam com o MS-DOS e os monitores funcionavam com uma tela preta e letras em fósforo verde - MS-DOS é o prompt de comando que você tem em acessórios de seu windows - onde tudo era digitado, comando por comando. Aí vieram os primeiros windows, entre eles o 3.0, depois o 3.1 para as primeiras redes, o win95, o win98, os primeiros linux, o XP, o Vista (que foi um projeto da Microsoft que não deu tão certo como planejado) e agora o windows7, que é o vista inteiramente remodelado para ser mais leve, mais rápido, mais seguro e com menos perfumaria. Junto com os sistemas tive a oportunidade de trabalhar, e fazer muita manutenção, em todo tipo de pc "poderoso", como os 286, 386, 486, primeiros pentuins e os fantásticos K6, chegando até os mais novos, da atualidade. Nos últimos anos sou instrutor do Senai DF para cursos de manutenção de computadores, montagem e administração de redes, Web Designer e Operador de Micro. Além dos softwares e do hardware tem mais coisa que se desenvolveu nessa mesma linha de tempo, algumas físicas e outras nem tanto: os eletro-eletrônicos, em especial a televisão e o celular, os meios de transporte, o mercado de trabalho e, principalmente, a Engenharia Social, que pode ser resumida como malandragem e jogo de cintura aliados a conhecimento e senso de observação apurados. Essa engenharia social está em tudo e em todos os lugares, porque o mundo ficou pequeno com tanta informação, tecnologia e velocidade. A engenharia social tem muito da Arte da Guerra (Sun Tzu) e de O Príncipe (Maquiavel), entre outros tantos livros que moldaram, e continuam moldando a humanidade. Um bom filme que mistura bem tudo isso é Duro de Matar 4.

Dei essa volta toda para dizer que se você deseja estar preparado para o mundo novo que se apresenta, precisa, necessariamente, conhecer um pouco dos eletrônicos que usa, dos sistemas que utiliza e, principalmente, precisa conhecer de gente, de verdade. Não precisa fazer psicologia, nem procurar o sábio da montanha. Basta andar no meio do povão e observar atentamente os padrões que os níveis sócio-econômicos da pirâmide social nos proporcionam. É o chamado banho de gente, que tem as rodoviárias como um dos palcos principais. Conhecer de gente que sofre, que tem anseios, que tem medos, que é feliz, que perdeu tudo em algum momento ou que ganhou vida nova em um segundo. Gente que tem muitos defeitos, mas também muitas qualidades. Precisa conhecer de gente que muda seu jeito e sua ações quando está sob pressão, com medo, acuado ou sob um estado de felicidade extremada. Precisamos ter a curiosidade de tentar entender como pensa alguém sob efeito de drogas, um viciado, porque a internet é um dos vícios do século. Todos nós precisamos, todos os dias, conhecer nossos próximos e qualquer um outro que faça parte do nosso círculo de confiança, ou que simplesmente já esteve, ou vai estar, nele. Esse é o sentido da vida em um mundo que a tecnologia fez muito pequeno. Um mundo sem fronteiras, sem limites e quase sem regras. Esse é um mundo de redes sociais e de recursos para relacionamentos à distância. É um mundo de Orkut, MSN, YouTube, FaceBook, Second Life, Twitter, Google Wave e muitos outros. Dá até para torcer o nariz e dizer que não queremos nada disso em nossas vidas porque informática é muito complicado - e pode ser mesmo -, mas essa decisão de dar as costas para conhecimento novo pode vir a se tornar um grande erro, porque seus filhos, sobrinhos, amigos e até inimigos estarão utilizando-se de um deles, ou de vários, nos anos vindouros. Melhor procurar conhecer mesmo de gente e estudar sobre como utilizar corretamente cada um destas maravilhosas ferramentas de relacionamento social. A rede mundial, onde seus filhos navegam, ou irão navegar, está cheia de pedófilos e todo tipo de tarados e você só poderá proteger quem ama se conhecer o mínimo de cada coisa. Os golpistas de plantão estão atuando em terreno muito fértil e "roubar" senhas ou vender algo que não existe é também muito simples. Expor-se mais do que o necessário pode facilitar o trabalho de alguém que deseja destruir sua imagem pública, ou a imagem pública de alguém que você conhece e ama. As leis são poucas, tem pouco alcance e quanto menos conhecimento você tiver, menos esforço um golpista precisará fazer para não deixar rastros, ou provas. Sem rastros não há como coletar provas e sem provas não há crime que possa justificar o uso das leis do mundo real no mundo virtual.

Dicas de proteção!!! Posso citar centenas de formas de proteger-se, mas vou itemizar aqui algumas que são a base de quase tudo que acontece no mundo virtual. Elas tem mais a ver com ATITUDE do que com programas ou máquinas:

@ Quando for se cadastrar em algum serviço da internet leia o contrato de convivência antes de dar o eceite;

@ Tenha senhas grandes, difíceis e sem dados pessoais pelo meio. Nunca empreste sua senha e não permita que pessoas dividam a mesma máquina com você antes de fechar sua sessão com o comando logoff. Se você tiver sua senha roubada sobrarão pouquíssimas chances de ser recuperada e a pessoa que se apoderou dela falará por você, sendo oficialmente você no mundo virtual. Imagine o estrago que uma mente maldosa pode fazer;

@ Não precisa ser um neurótico de carteirinha, mas desconfie de tudo que é muito bom, muito bonito e muito fácil. Há muita carência afetiva e emocional e muitos usuários usam a internet como válvula de escape contando suas vidas ou pedindo conselhos e assim fica mais fácil cair em uma promessa de riqueza ou em algum trote de traição com arquivos anexados que irão infectar e se apoderar de seu computador;

@ Não participe de correntes, e se realmente deseja participar faça um novo e-mail e inclua os endereços somente daqueles para quem deseja enviar. Um e-mail que fica circulando, sendo encaminhado de um usuário a outro com tudo que já tinha nele, inclusive lista de e-mails, pode terminar o fim do dia com até 200 mil endereços atrelados; e o seu no meio, nas mãos de gente que você nunca viu e nem sabe quem é;

@ Não exponha sua vida particular com profundidade. Não conte detalhes íntimos da família e nem de seus amigos. Para conversas mais íntimas use o e-mail por que é mais seguro. Quadrilhas estão se especializando em monitorar a rotina de famílias inteiras pelas internet e planejar sequestros de forma orquestrada, sem precisar mover um dedo sequer;

@ Ao contrário do que alguns pensam, ou falam aos quatro cantos, fazia-se mesmo muita loucura na adolescência das décadas de 80 e 90, em uma interminável erupção de hormônios. Ainda bem que naquela época não havia celular com câmera... mas hoje todo mundo tem uma, com excelente resolução e conexão direta à internet. Tudo que vai para a internet não volta jamais. Fotos ou videos de "festinhas" podem até não comprometê-lo agora, que é novo(a), solteiro(a), livre e desimpedido(a). Mas... e se daqui a alguns anos seus filhos tiverem acesso a estes vídeos comprometedores, justamente numa fase em que estejam precisando ser orientados, na mesma fase de adolescentes inconsequentes como todos nós tivemos. Fotos, filmagens ou documentos altamente sigilosos ficam melhor guardados em mídias de backup, que podem ser armazenados em uma gaveta com chaves, em um cofre ou em outro local parecido. É muito fácil ter acesso a computadores pela internet e coletar coisas pessoais. Além do que, se houver um sinistro com seu computador, tudo pode ser perdido de uma hora para outra.

@ Procure apoiar-se em pessoas que realmente são profissionais de TI quando estiver com dúvidas ou em situação difícil. É como tudo na vida, onde costuma-se dizer que o barato sai caro, e sai mesmo.

@ As proteções que criar ou adaptar para si não deveriam servir apenas a você mesmo. Dissemine-as entre todos da sua lista e fique atento a seus familiares e aos amigos deles. As redes de proteção só funcionam bem quando todas - as redes - daquele circulo de confiança funcionam. Minha frase que resume isso diz: crie bem o seu filho e contribua positivamente com a criação dos amigos do seu filho. Eles viverão no mesmo espaço e precisarão uns dos outros.

@ Ter 10.000 amigos nas redes sociais não tem nada de vantajoso se olharmos do ponto de vista prático. Uns 90% são totais desconhecidos, que podem ter perfil falso ou uma história falsa. Divida os componentes do seu grupo de confiança de forma hierárquica, como amigos, muito amigos, colegas, conhecidos, contatos profissionais. As pessoas que realmente são do seu circulo de amigos precisam de atenção especial. Nunca esqueça datas de aniversários, casamentos, batizados ou qualquer outra data festiva onde normalmente desejaria felicidades se a convivência fosse fisicamente próxima. Nos momentos difíceis também é muito bom receber uma mensagem de fortalecimento espiritual, pensamento positivo ou uma "mãozinha" para resolver problemas possíveis. Não é aconselhável, para o bem de qualquer relação, que nos lembremos de alguém somente quando estamos precisando. Mensagens sempre respeitosas, ou carinhosas, fortalecem qualquer tipo de relacionamento e melhoram a sociedade no mundo virtual, também.

@ Em um computador, os softwares mais importantes são o sistema operacional, a suíte de escritório office, ou outro, um bom antivírus, um firewall para proteger contra acessos não autorizados, o acrobat reader para ler e-books e um compactador para facilitar o envio e recebimento de anexos. O resto vai depender muito do seu nível de conhecimento e da necessidade de uso para seu perfil de usuário de microinformática. No mais é conhecer os segredos da ENGENHARIA SOCIAL, com a consciência de que ficar fora da onda digital avassaladora atual é pouco inteligente. É melhor entrar nessa e ir se adaptando aos poucos, com muito cuidado.

Informação é PODER! Informação é MUITO poder! Todo poder AO POVO!



Luiz C. Loiola
Blog - stressandocominformatica.blogspot.com
Email - luizloiola@yahoo.com.br

Um comentário:

opinativo disse...

Caro prof. Luiz,

como o tempo passa. Comecei em 1982 com a disciplina ICC - Introdução a Ciência da Computação. Aprendi Fortran 77. Tive que perfurar cartões para compilar meu 1º programa: Calculo da média dos alunos. Levei quase 120 dias para acertá-lo. Atualmente ele pode ser feito em Excel em menos de 10 minutos.

Celular em Sala de Aula

Celulares podem se tornar grandes aliados na educação do século XXI Tecnologias Móveis em Sala de Aula