Qual é o espaço do educador na sociedade?

Por Josneia Martins*
http://www.jornaldaeducacao.inf.br/index.php?option=com_content&task=view&id=635

O que o educador significa na sociedade?Afinal quem é o educador hoje?Qual a necessidade?São muitos os questionamentos. E estes se tornam maiores quando se houve de outro profissional que passou pelas mãos de educadores que existem outras profissões mais importantes, que possuem mais conhecimento; Infelizmente precisei buscar  ajuda no departamento de saúde em determinada cidade. Pelo telefone uma pessoa muito educada a principio, me atendeu quando iniciei os questionamentos sobre os procedimentos que iriam ser tomados referente ao paciente irritou-se e acredito que no momento se expressou de maneira inadequada quero acreditar quando enfatizou que no local havia vários médicos e que esses com certeza eram muito mais importantes que uma simples professora. 
Continuo a analisar e a me examinar?O que houve?Pois o médico não seria médico se não houvesse um educador ou estou errada?
Na minha concepção todos nós seres humanos independentes da nossa formação somos importantes na sociedade o que nos difere são as nossas responsabilidades, jamais irei entrar numa clínica e clinicar assim como educadora não aceitaria um médico alfabetizando meus educandos, por felicidade a ética ainda existe e é respeitada.
Mas voltando aos meus amigos educadores precisamos resgatar e ocupar nosso espaço na sociedade. A impressão é que não existimos.
É verdade que muitas vezes, nossa missão exige muito de nós, a ponto de causar dores, esgotamento físico, mental senti monos extenuados devido às dificuldades do dia a dia. Muitas vezes nos estagnamos por que fazer?O educando não quer?
Com certeza esses fatores nos deixam desmotivados, porém agora é o momento de revertemos este quadro nós somos os únicos por onde passam doutores,enfermeiros,dentistas ,políticos e muitas outra profissões,temos o poder de formar cidadãos competentes,dedicados e equilibrados para viver na sociedade como também pode ser ao inverso.Quero lembrar as palavras de um grande educador que em uma das suas reuniões abandonar claro que para que houvesse cidadãos competentes,comprometidos e equilibrados existia  a necessidade de haver educadores ”...competentes,determinados e que acreditassem no amor na educação”.
Concordo para desenvolvermos um trabalho com qualidade é necessário paixão como cita Rubem Alves “... a paixão é o segredo do sentido da vida”pag. 27. Joinville é uma cidade privilegiada a maioria das escolas publicas e particulares são formadas por educadores competentes. Particularmente acredito que a mudança que todos almejamos como a valorização do educador esta em nossas mãos. A educação só mudará quando os educadores através da dialética, do bom senso desenvolver sua missão com muita motivação e paixão com nossos educandos dia a dia e buscar a valorização com os órgãos competentes através de reuniões, diálogos, com resultados concretos e não somente números e principalmente a união e o respeito entre nós.
Portanto convido todos os educadores de Joinville a buscar o conhecimento, dividi-lo através de grupos de estudos.
Vamos nos valorizar sim, mas sem esquecer-se da humildade, pois trabalhamos com seres humanos que muitas vezes não precisam de conteúdo, mas de um abraço, um olhar, um sorriso, uma palavra amiga. Com certeza o processo de ensino aprendizagem acontecerá e talvez de uma maneira inexplicável e com certeza significativa.
Ser educador não é profissão é missão,você educador é um ser muito especial.

*Josneia Martins é professora da Rede Municipal de Joinville. Graduada em Pedagogia/Administração. Especialização Interdisciplinariedade e Gestão Educacional

Comentários

Postagens mais visitadas