segunda-feira, 23 de maio de 2011

DF sedia seleção de alunos para Worldskills em Londres

Fonte: http://www.sistemafibra.org.br/senai/index.php?option=com_content&view=article&id=294:df-sedia-selecao-de-alunos-para-worldskills-em-londres&catid=39:do-dia&Itemid=125

PDFImprimirE-mail

caracO Distrito Federal recebe a partir de segunda-feira (23), a seletiva nacional para a maior competição de educação profissional do planeta, a WorldSkills, com a participação de 28 atletas de todo o Brasil. Em consonância com a seletiva em Brasília, acontece ainda a abertura da Olimpíada do Conhecimento, edição 2012, na unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) no Gama para alunos e seus pais. A intenção do lançamento é mostrar aos participantes e seus responsáveis a real dimensão do evento para o crescimento profissional de cada um. As provas ocorrem das 8h às 18h, entre os dias 22 e 27 de maio. A entrada é gratuita. A instituição fica na Área Especial, entre as quadras 2 e 8, no Setor Sul. Até o dia 27 de maio, os alunos de educação profissional pré-selecionados em todo o País tentarão alcançar o índice para a prova internacional, nas provas que serão realizadas na unidade do Gama, no Distrito Federal.
Um olho na competição e outro no futuro profissional. Assim, o brasiliense Willian Ramon de Sousa, 19 anos, será um dos 28 finalistas que tentarão representar o Brasil em Londres, no WorldSkills, em outubro. Se atingir o índice mínimo internacional no Senai Gama, Willian defenderá nossa bandeira na prova de Mecânica de Refrigeração. De olho no futuro, William já pensa, na volta de Londres, em abrir a própria empresa. “Quero fazer meu nome em Brasília e, quem sabe, no Centro-Oeste”, declarou. Outro competidor do DF que participa da seletiva no Gama é Jecivaldo Oliveira da Silva, na modalidade de aplicação de revestimento cerâmico.
Das medalhas em competição nas 25 ocupações de que o Brasil participará,  três delas serão disputadas em dupla, caso todos os competidores brasileiros alcancem a nota mínima. Das 25, as profissões da indústria são 21, cabendo as quatro restantes ao setor de serviços. “Essa etapa seletiva é importante, porque funciona como uma triagem efetiva do desempenho técnico de cada um deles. Nela, serão confirmadas quais ocupações terão representação em Londres, com o alcance da nota mínima internacional exigida para cada uma delas”, explica o gerente de Olimpíadas e Concursos do Senai, José Luís Leitão.
Além do pódio - Promovido pela Vocation Training Organization (IVTO), o WorldSkills acontece de dois em dois anos, desde 1950 – a primeira edição foi em Madri, na Espanha. O torneio reúne profissionais de 46 ocupações, mas o Brasil participa da disputa de 25. O mérito do evento vai além do pódio, destaca Leitão. Segundo ele, é uma vitrine na qual empresas e instituições de ensino profissional apresentam seus jovens talentos e tecnologias, havendo intensa troca de conhecimentos técnicos que favorece os países participantes.  “Ao envolver-se num evento dessa natureza, é possível o acesso a novas tecnologias, que acabam sendo incorporadas aos currículos técnicos do Senai e às suas formas de aplicação prática no dia a dia. E, aí, certamente, a indústria está ganhando, porque estamos trazendo inovação e aplicando junto aos nossos formandos”, assinala o gerente de Olimpíadas e Concursos do Senai.

Para disputar o WorldSkills, os países fazem suas próprias seletivas, a partir da pontuação mínima exigida internacionalmente. No Brasil, é candidato ao WorldSkills quem disputa a Olimpíada do Conhecimento, competição nacional promovida pelo Senai, com o apoio de instituições como o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).  A última edição das Olimpíadas do Conhecimento aconteceu no Rio de Janeiro, em março de 2010.
Os primeiros e os segundos colocados de cada área de conhecimento da competição brasileira disputaram entre si, em novembro passado, também no Senai do Distrito Federal, quem tentaria representar o País em Londres. Dessa seleção saíram os 28 finalistas, que agora têm de obter a nota mínima internacional para irem a Londres. Haverá uma prova final, entre 14 e 19 de agosto, em São Paulo, como treinamento e para a eventualidade de substituição de quem obtiver a nota no Gama.

Participação do DF em edições anteriores - Em 2009, no Canadá, a aluna Helena Quintas Simões garantiu um diploma de excelência na ocupação Design Gráfico. Bem sucedida, a jovem foi a única mulher a representar o DF no mundial. Em 2007, no Japão, os alunos Yarlei Procópio e Luiz Alberto Monti ficaram entre os 10 primeiros colocados em jardinagem e paisagismo. Mas a melhor participação de um aluno do Senai-DF no WorldSkills ocorreu em 1999, também no Canadá, quando o estudante André Luiz Ramos de Freitas garantiu a medalha de ouro na ocupação eletricidade predial. Anos antes, em 1995, na França, o aluno Wellington Silva ficou em 4° lugar, também na mesma ocupação.
SERVIÇO
O que : Seletiva para os WorldSkills
Quando : entre 22 e 27 de maio, das 8h às 18h
Onde : SENAI do Gama (DF), Setor Sul, quadras 2 e 8, Área Especial. Entrada gratuita.

domingo, 15 de maio de 2011

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Palestra sobre Redes Sociais - Auditório do Senai

Estas fotos são de uma palestra sobre Redes Sociais, com dois palestrantes (Eu e o professor Ricardo), com esclarecimento de dúvidas sobre a história das redes sociais, como utilizar corretamente sem correr riscos, como trabalhar e também como ter renda utilizando os recursos das próprias redes. Muito certamente você não tem visto algo assim com frequência e estamos trazendo também um componente que é bem raro de se ver: dois professores palestrantes juntos, buscando a melhor sintonia com o público e com o assunto. É possível que vejamos mais disso daqui para a frente, mas realmente tem sido bem raro até este momento.
Estamos muito felizes porque ficou a clara impressão de que contribuimos de alguma forma para que a vida das pessoas no mundo virtual se torne algo mais racional e menos arriscado.
Agradecemos a todos que, direta e indiretamente, participaram dos preparativos e da própria palestra. Agradecemos, principalmente, ao carinho do nossos alunos, que se mantiveram atentos durante todo o tempo da palestra, participando sempre.
As informações adicionais da palestra, os vídeos e os links debatidos serão disponibilizados posteriormente. 
Sucesso! Sucesso!



terça-feira, 10 de maio de 2011

Encerramento curso Assistente de Vendas (tarde) - Maio2011

Da mesma forma que a turma da manhã a turma da tarde fica muito bem representada por esta gente bonita. É realmente muito gratificante passar rapidamente pela vida destas pessoas e perceber que elas estão conseguindo descobrir como são boas para o mundo e como tem um futuro promissor.
É muito bom!



O homem moderno e a figura do Super Pai


Essa expressão pode evocar a figura de uma pessoa tipo Rambo, Sansão. No entanto, não é esse o enfoque que desejamos dar. Não é também a figura de um homem herói, invulnerável, um verdadeiro deus na Terra.
O que pretendemos mostrar como superpai é um homem que pode ser rico ou pobre; pode ter grande cultura ou ser um iletrado; pode morar numa grande cidade ou viver no anonimato de uma ilha distante, isolado de quase todos.
O superpai é simplesmente um homem. Um homem como qualquer outro, que ri, chora, se deleita na contemplação da natureza – num belo pôr-de-sol, na quietude de um lago, no sorriso de uma criança, na chuva fininha lá fora.
O superpai é alguém que trabalha duro, de sol a sol, para oferecer à sua família o alimento, o abrigo, o agasalho, os estudos dos filhos.
O superpai nem sempre pode dar tudo o que seus filhos querem, mas o que tem é deles, inclusive ele mesmo, e isso faz toda a diferença.
O superpai é um homem que encontra tempo, não muito, para estar com sua família; tem disposição para ouvir, sentir, cuidar, tocar, caminhar ao lado espontaneamente.
O superpai, às vezes, faz coisas de que se arrepende. Por exemplo, perde a paciência diante da teimosia do filho, levanta a voz para repreender o adolescente que chegou tarde em casa, corrige de maneira irritada os pequenos que disputavam o mesmo brinquedo, mas, refletindo depois em suas atitudes, tem a nobreza de reconhecer sua falta e, olhando diretamente nos olhos dos filhos, pedir-lhes desculpas, e depois os abraçar, beijar e orar com eles.
O superpai ama profundamente a mãe dos seus filhos e é fiel a ela. Ele se envolve nas lides domésticas, é carinhoso e gentil em atitudes dentro e fora de casa. Os filhos sabem que entre eles existe um sincero e puro amor.
O superpai é um autêntico modelo do verdadeiro cristianismo testemunhado aos filhos e à comunidade. É alguém que sabe estabelecer o ritmo de espiritualidade dentro de sua casa e o faz amavelmente, sem farisaísmo ou pressão, como um homem de caráter varonil e de paixões controladas.
O superpai representa um legislador dentro de sua casa e tem todos os membros da família centralizados nele como verdadeiro sacerdote, intercedendo e confessando diante de Deus, tanto os seus pecados quanto os de sua casa, os conhecidos como os secretos.
O superpai não confia em suas próprias forças, pois sabe que é simplesmente um homem falível, por isso, se apóia na força do Altíssimo. Ele toma a Palavra de Deus como sua conselheira, a oração como seu escudo e tem os anjos como cooperadores em sua jornada.
Quem sabe, diante desse arrazoado, você esteja se perguntando: É possível ser um superpai nesta sociedade pós-moderna?
Seguindo o pensamento de Charles R. Swindoll, em A Família Forte, perguntamos: Como romper com esse sistema que começou com a Revolução Industrial, tirando as pessoas da vida tranqüila e pacata em que viviam, para colocá-las apinhadas em cidades superpovoadas?
Como manter o mesmo relacionamento familiar agora, vivendo em apartamentos minúsculos, quando o pai e a mãe têm que sair ainda de madrugada para trabalhar em fábricas ou em grandes indústrias como verdadeiros robôs?
Parece mesmo impossível, pois nossa sociedade criou um outro modelo de pai – o pai urbano – aquele que sai de casa cedo e volta tarde da noite. É o pai-sombra. Ele só vê os filhos dormindo e, acordados, somente no final de semana, quando não faz horas extras.
Diante desse quadro, o que faz o sistema? Para compensar a ausência, encoraja os pais a dar todas aquelas coisas que eles mesmos nunca tiveram, mas sonharam possuir. Então, enchem os filhos de brinquedos eletrônicos, roupas de grife, título de sócio em algum clube, boas escolas, cursos especiais de natação, línguas, música etc. Procuram substituir essa ausência através dos bens materiais, uma boa casa, uma TV para cada um, inclusive uma Home Theater, cartões de crédito, computadores, celulares... e a lista continua.
Infelizmente, temos que admitir que nada disso substitui a presença do pai. Onde estão aqueles momentos mágicos quando os filhos aprendiam aos pés de seus pais? Onde foi parar aquela agradável companhia masculina em casa quando toda a família se reunia em descontração e relax? Onde os filhos vão desfrutar a segurança e o sentimento de integridade que os mais velhos transferiam para os mais jovens? Será que tudo isso se perdeu em meio à balbúrdia social em que vivemos?
Cremos que precisamos nos mobilizar e começar já uma nova revolução. A Revolução do Pai Presente. Precisamos dizer “não” ao sistema que empurra os pais para longe de suas famílias, longe daqueles a quem mais amam – filhos e esposa.
É necessário compreender que os filhos precisam da presença do pai enquanto ele está vivo. Eles precisam da sua influência na tomada de decisões importantes da vida. Você, pai, precisa estar ao lado deles e ser essas ocasiões as lembranças mais agradáveis que eles terão de você.
Querido papai, sua família não espera que você seja um modelo de perfeição, um super-herói em todas as áreas. Não! Não! A sua família quer apenas VOCÊ, sem maquiagem ou máscara. Sua família quer ouvir sua voz, receber seu sorriso, sentir sua presença, contar com suas palavras de apoio, de ânimo, de coragem. Sua família quer seu envolvimento, sua participação, suas orações.
Peça a Deus que o ajude a ser um superpai sendo, simplesmente, PAI.

Por Odiléia Lindqüist - editora associada de Livros Didáticos da Casa Publicadora Brasileira.

Fonte: Revista Adventista, 2005, Casa Publicadora Brasileira / Portal Adventista

Fonte: http://www.guiame.com.br/v4/116734-1706-Superpai.html

Encerramento curso Assistente de Vendas - Maio2011

Essa é a turma da manhã. É incrível como sempre que termina um curso já começamos a sentir saudades dos nossos alunos. Ficamos daqui desejando sucesso a cada um deles e ao grupo como um todo. Que o futuro possa dar-lhes as oportunidades que merecem.




É sempre um prazer e uma honra usufruir da oportunidade de trabalhar com grupos que buscam melhoria para suas vidas profissionais.
Boa sorte!

Folga off-line garantida?

Fonte:  http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/eu-estudante/tf_carreira/2017/09/10/tf_carreira_interna,624717/folga-off-line-garan...