Pular para o conteúdo principal

Evento apresentação Imagine Cup, by Microsoft

Quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Estamos no auditório sede da Imprensa Nacional, em Brasília, participando do evento apresentação Imagine Cup - by Microsoft.



Os alunos que nos representaram de forma fantástica na última edição de disputas em Nova York - vencendo muita gente boa - estão aqui conosco, mostrando como a educação pode mudar os rumos do país. Diretores, coordenadores, professores e muitos alunos olímpicos/aprendizes do Senai DF presentes. Também muitas autoridades do Governo do Distrito Federal, câmara legislativa e empresários do ramo de tecnologia.

Para conhecer mais visite

http://www.microsoft.com/brasil/educacao/comunidadeacademica/imaginecup/2012/default.mspx

http://www.imaginecup.com/

Luiz Loiola







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Definitivamente, esse sou eu. Gosto muito desse texto.

PROFESSOR 3.0

A adoção de TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS traz muitos benefícios para nossa atividade docente, alem de proporcionar uma enorme VALORIZAÇÃO AO EDUCADOR que ama o que faz.
PROFESSOR 3.0
Educação de Sucesso

Brasil - Um país lindo, rico, de natureza exuberante e dimensões continentais

Somos considerados, por quem entende, um dos melhores e mais promissores países do mundo, mas a imagem que se prega é que somos apenas o país do futebol, no que discordo completamente. Esporte é sempre algo fantástico, que está virando apenas negócio. Temos um povo ordeiro, pacífico e trabalhador, mas que não tem acesso a uma educação de qualidade. Temos falhas enormes em todas as etapas do processo e os resultados são o que se vê atualmente nos atos desesperados de trabalhadores, estudantes e até empresários, que não conseguem entender como a falta de organização e planejamento podem ser tão grandes às vésperas de uma copa do mundo, se pagamos tantos impostos e nos esforçamos tanto. Os erros são tão absurdos que os investimentos prioritários são sempre em presídios, para encarcerar jovens e adolescentes que não puderam estudar porque não havia escolas, que não puderam trabalhar porque não havia empregos suficientes e que acabam presos por pequenos delitos, enquanto a impunidade se es…