Pular para o conteúdo principal

Tecnologia na Educação

Faço intensa campanha para que nossa sociedade possa agilizar várias ferramentas de TI como recurso didático, com um bom planejamento e apoio de suporte especializado. Tenho feito palestras e falado muito sobre o assunto também em minhas aulas, alem de praticar sempre que possível.

http://revistaescola.abril.com.br/blogs/tecnologia-educacao/

Tecnologia na Educação

As melhores ferramentas e as novidades sobre o uso das TIC na sala de aula



Software livre: que bicho é esse?

 | CiberculturaEventos
Professor premiado em 2012 Felipe Bandoni
Professor, quantas vezes você teve vontade de usar recursos tecnológicos em suas aulas, mas não conseguiu porque os programas disponíveis não são adequados para o que você pretende fazer?
Planejar atividades usando os programas que geralmente estão instalados nos computadores é um desafio. Mais difícil ainda é viabilizar a compra e a instalação de novos softwares nas máquinas da escola. Esse problema é bastante comum e pode ser solucionado com o uso de software livre, programas que não pertencem a uma empresa e podem ser baixados gratuitamente da internet.
Além do fato de não custarem nada, outra vantagem desse tipo de recurso é o fato de que eles podem ser manipulados e atualizados por qualquer pessoa que tenha os conhecimentos técnicos para isso – diferente dos outros, que só são alterados pelas empresas que a produzem. Isso quer dizer que elas estão constantemente sendo melhoradas (bela notícia, não?).
Muitos desses softwares têm bom uso na Educação. O Geogebra, por exemplo, (veja aqui Sete perguntas sobre o seu uso) pode ser de grande ajuda nas aulas de Matemática e o Stellarium, para observação de constelações, foi um dos recursos usados por Felipe Bandoni, premiado como Educador do Ano de 2012 (veja aqui a sequência didática sobre o trabalho dele).
Se você se interessou pelo assunto, acontece na próxima semana em Porto Alegre o 14° Fórum Internacional do Software Livre, que tem uma área dedicada especialmente à Educação. Se não der para ir até o Rio Grande do Sul, você pode se iniciar nesse mundo fazendo um curso gratuito de Linux, que é um programa de software livre, oferecido no site do Ministério da Educação (MEC).
E você? Já utilizou algum programa bacana nas suas aulas? Compartilhe nos comentários as suas indicações.


DEIXE UM COMENTÁRIO

Um pouco da Unicamp para você

 | Sem categoria
unicamp_pedagogia
Quer assistir vídeos, buscar imagens ou selecionar animações de temas como Pedagogia, História, Matemática, Língua Portuguesa e Educação Física? A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) oferece vários arquivos para download no portal E-Unicamp.
Há, por exemplo, um vídeo sobre o internetês, a linguagem que se prolifera na rede mundial de computadores. Nele, você pode conhecer mais sobre as grafias das palavras e o uso de emoticons, por exemplo. Uma animação mostra a simetria nas asas das borboletas. E imagens retratam partes do corpo humano, o mapa da cultura popular no Brasil, a divisão étnica na África e muito mais.
Os materiais são criados pelos professores da universidade e são de acesso livre. Você pode usá-los para incrementar as suas aulas ou para estudar algum tema. Passe lá quando tiver um tempinho. :)

TAGS:  

DEIXE UM COMENTÁRIO

Afinal, as redes sociais são amigas ou inimigas do professor?

 | Sem categoria
revista-nova-escola-jovens
Acredite: elas podem ser suas grandes amigas. Uma possibilidade é você usar espaços como o Facebook para se comunicar melhor com os seus alunos (desde que eles tenham idade para estar lá, claro). Você pode lançar desafios, promover debates virtuais, disseminar mais facilmente suas sugestões de leitura ou simplesmente se manter atualizado sobre o que eles pensam sobre os mais diversos assuntos.
Mas as possibilidades vão além. Na edição de junho/julho de NOVA ESCOLA, que chega essa semana às bancas, mostramos que educadores estão utilizando mais e mais as redes sociais para se relacionar com outros docentes. Em grupos formados no Facebook ou em ferramentas voltadas à comunidade educativa como o ThinkQuest ou o Edmodo, professores trocam ideias, pedem conselhos, compartilham seus resultados e aprendem um com o outro. É um ganho para você e para a qualidade do ensino.
E você? Já participa de algum grupo de discussão online entre professores? Compartilhe o endereço aqui para que outros docentes possam te encontrar por lá.



11 COMENTÁRIOS

Copa das Confederações inspira criação de jogo virtual

 | Sem categoria
Game Copa das Confederações_Col Santa Maria
Crédito: Divulgação
A Copa das Confederações, que será realizada no Brasil este ano, serviu de tema para estudantes de 7º ao 9º anos do Ensino Fundamental criarem um jogo virtual.
Doze alunos do Colégio Santa Maria, em São Paulo, que frequentam a oficina de Criação de Games, estão envolvidos na pesquisa e na produção de personagens e cenários para o jogo. Divididos em duplas, os alunos ficaram responsáveis por pesquisar as características históricas, geográficas e culturais dos países classificados para a Copa. “Seria muito óbvio criar um jogo de futebol. Então, desenvolvemos um roteiro em que um turista quer vir para a Copa e, para isso, ele precisa passar por cada país e enfrentar vários desafios”, explica o coordenador da oficina Muriel Vieira Rubens.
O personagem principal do jogo foi escolhido por meio de votação entre os alunos e batizado de Max, o mexicano. Kenzo Ishibashi, 13 anos, conta que sua dupla é responsável por produzir a fase do jogo em que Max chega à Espanha. “Pesquisamos na internet as imagens do país e nossa tarefa no momento é acrescentar mais características da cultura espanhola ao nosso cenário”.
Para o professor, a criação do jogo tem exigido dos alunos que desenvolvam a parte criativa, pois eles próprios desenham as imagens que irão utilizar, além da resolução de problemas e desenvolvimento do raciocínio lógico durante o processo de programação do game.
Você já participou ou conhece alguma experiência de criação de jogos em escolas?

TAGS:  

3 COMENTÁRIOS

Quadrinhos para aprimorar o inglês

 | appcalvingarfieldpeanutsquadrinhostirinhas
crédito: Divulgação
Calvin é um velho conhecido dos leitores de NOVA ESCOLA. Ele e outros personagens de quadrinhos, como Garfield e Peanuts, estão no aplicativo Go Comics, que reúne um acervo de tirinhas publicadas na internet e em jornais nos últimos 20 anos. O app é gratuito e tem versões para Android, Iphone, Ipod e Ipad.  
Os quadrinhos estão todos disponíveis em inglês e uma parte do acervo tem traduções para o espanhol também. Por isso, eles podem ser usados como ferramenta nas aulas de Língua Estrangeira. É possível compartilhá-los nas redes sociais, por e-mail e por mensagem de texto. Para estudar – ou mesmo se distrair – o Go Comics vai fazer a alegria da garotada.


DEIXE UM COMENTÁRIO

Um jogo para decifrar segredos da Literatura

 | gameharry pottermistério
Crédito da imagem: Divulgação
Nossos colegas do Educar para Crescer acabam de lançar um game bem divertido: O Jogo dos Mistérios em Série. Nele, você tem que decifrar as charadas propostas pelo espelho mágico que se encontra no castelo do mago Karajan.
Como um bom detetive, você terá que descobrir pistas e segredos sobre diversas séries da literatura infanto-juvenil, como Artemis Fowl (Ed. Galera Record) e Harry Potter (Ed. Rocco). O jogo ainda indica todos os livros da série, apresenta curiosidades e trechos da obra. Mas cuidado: é preciso ser rápido no gatilho. Quem demora na resposta acaba transformado num asqueroso sapo. Blérgh!


DEIXE UM COMENTÁRIO

Um balanço sobre a presença da tecnologia nas escolas

 | Sem categoria
crianças computador escola
Acaba de ser lançada mais uma edição da pesquisa TIC Educação. O levantamento foi feito em 856 escolas públicas e privadas do Brasil e os resultados mostram como educadores e alunos têm se relacionado com a tecnologia. 99% das escolas públicas incluídas possuem computador e 88% têm acesso à internet. Mas só 7% das instituições têm os computadores na sala de aula.
Para que os professores usam o computador? 67% para praticar conteúdos expostos em aula e 49% para aulas expositivas. E a maior parte dos docentes recorre a outros educadores para obter apoio para o uso da tecnologia.
Uma boa notícia é que mais e mais professores estão tendo acesso a essas ferramentas. E os alunos também. 62% dos estudantes de escolas públicas têm computador em casa. E a maior parte deles aprendeu a usar sozinho.
Se quiser saber mais sobre a pesquisa, visite o site do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), que a realizou: cetic.br/educacao/2012/
E aí na sua escola? Como está o uso de computadores e da internet?

TAGS:  

11 COMENTÁRIOS

Usar a internet, sim, mas com moderação

 | psiquiatriasegurança na internet

Crédito: Imagem do site do Instituto de Psiquiatria
Você adia tarefas para ficar um pouco mais na internet? Se pega pensando que a vida sem internet seria chata? Dorme tarde demais porque quer ficar conectado? Se sente deprimido quando está off-line? Cuidado, esses podem ser sintomas de que você está viciado no mundo virtual.
O Ambulatório Integrado dos Transtornos do Impulso, do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo (USP), tem uma área especializada na dependência da internet. No sitedependenciadeinternet.com.br, você pode entender mais sobre o problema e acessar artigos que explicam este transtorno. Vale, também, fazer o teste “Você é um dependente de internet?” para detectar se você é viciado ou não.
A internet é uma ferramenta importante para estudar, trabalhar e conviver, mas o uso exagerado de e-mails, salas de bate-papo, jogos, compras e até de sites com conteúdos específicos pode ser problemático. Se você tem alunos adolescentes, é importante fazer esta reflexão com eles também. E, claro, se alguém perceber que tem problemas deve procurar ajuda. O ambulatório da USP tem grupos de apoio para jovens e para pais que lidam com este problema em casa. Fique de olho!



2 COMENTÁRIOS

Fenômenos climáticos é com a Turma da Mônica

 | ciênciaefeito estufafenômenos climáticosjogosturma da mônica
O site Climakids é uma parceria entre o Climatempo e Mauricio de Sousa. O que esperar dessa empreitada? Um canal super divertido em que a Turma da Mônica ajuda a entender fenômenos climáticos, como os furacões, e a descobrir a previsão do tempo em várias cidades do Brasil e do mundo. Além disso, a página possui diversas ferramentas interativas, como jogos e sugestões de experiências para fazer em casa ou na escola, como a de efeito estufa. Vale o clique!
 
crédito: reprodução


DEIXE UM COMENTÁRIO

Um Jogo para aprender o plural

 | GamesSem categoria
Qual é o plural de tubarão-martelo? Xi… E de pires? O Jogo do Plural promete ajudar a esclarecer esse tipo de dúvida de forma divertida. Nele, é possível testar suas habilidades sobre o plural de uma infinidade de palavras, em 4 níveis diferentes de dificuldade. O game também dá dicas sobre a forma correta de escrevê-las. Para completar, o item Você Sabia? tem outras orientações sobre o assunto.
Crédito: Educar para Crescer/Reprodução

Comentários

Postagens mais visitadas