quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

O maravilhoso barulho do silêncio!

O barulho do silêncio é umas das melhores coisas da vida para facilitar a reflexão sobre nós mesmos. Esse barulho acontece entre 1 e 3 horas da manhã. Poucas coisas são tão boas para nossa evolução neste mundo de provas e expiações. Perdi as contas de quantas noites acordei 03:00h., sentei-me na varanda de casa ou encostei-me na janela, olhando para o firmamento onde reluzia uma lua extraordinária, para buscar o equilíbrio essencial depois de um dia loucamente corrido e estressante. Todos nós precisamos de equilíbrio essencial para mantermos nossa saúde física e mental, de forma a permitir que esse equilíbrio encha nossas vidas e nossos relacionamentos, por muitos anos, até a velhice.

Pesquisando na WEB achei dois textos interessantes sobre o assunto.


O Barulho do Silêncio
por Rebeca Levy
http://portaldoeducador.org/o-barulho-do-silencio/
Algo que sempre me interessou é a marca de um humano para com o outro humano. O processo identificatório é por demais inconsciente e não temos controle sobre ele. Sabemos que através das identificações conscientes e inconscientes, o aluno pode ter toda sua trajetória de vida alterada, modificada. Marcas que a vida e os professores tatuam no aluno!Quanta responsabilidade, tem um professor!
Insisto nisto porque percebo que a preocupação com o conteúdo a ser transmitido é cada vez maior e ocorre cada vez mais precocemente no processo de maturação infantil. Quando a criança não se expressa, parece até, que o que ela vive, não é real, não está acontecendo. Fica imersa na dificuldade de distinguir fantasia e realidade.
Tanto se fala da hiperatividade, déficit de atenção, ritalina, etc….eu fico pensando no “barulho do silencio”. Na criança que supostamente tão adequada está desajustada! Silenciosa…………..tenta calar seus ruídos internos sem fazer barulho. Repleta de conteúdos íntimos  que teriam que ser ordenados,classificados,discriminados,nomeados,examinados,rearranjados antes de poder absorver o conhecimento que lhe será transmitido.
Como resgatar a atividade na hipoatividade? Como resgatá-la do silencio, da “não queixa”, como compreender o que ela não diz, o que não expressou e comunicou? Como lidar com a “tentação” de deixa-la de lado porque não atrapalha…………….frente a tantos que fazem tanto ´barulho? Vai o professor atrás do ruído silencioso?
Ah!! Como Piaget ficaria feliz com esta matemática do amor, onde somar não é conta de adição, onde diminuir angustias é a verdadeira subtração!!Dividir conhecimento e multiplicar leveza, este sim é um conhecimento construído junto ao aluno, perene. É a verdadeira preparação para a avalanche de informações que terá de lidar durante toda sua vida.

Outro texto sensacional está neste site aqui - http://www.recantodasletras.com.br/cordel/2241320





Nenhum comentário:

Celular em Sala de Aula

Celulares podem se tornar grandes aliados na educação do século XXI Tecnologias Móveis em Sala de Aula