Pular para o conteúdo principal

Qual será a maior dor?

Vez ou outra fico refletindo sobre qual seria uma das maiores dores na vida de uma pessoa e sempre chego à mesma conclusão: Deve ter terrivelmente avassalador perceber que uma pessoa querida deixou está vida sem que tenhamos tido a oportunidade de abraçá-la com carinho, falar o quanto de amor temos por ela, como foi bom estar junto, conversar, fazer piadas juntos e enfrentar desafios juntos. Sempre deixamos coisas para amanhã e quando parte dessas coisas envolve quem amamos ou admiramos, os riscos de passarmos a vida nos arrependendo aumentam exponencialmente. O dia seguinte não nos pertence! O minuto seguinte é sempre um mistério! O acaso não existe! Seja gentil, amável e paciente com quem ama agora, pois daqui a pouco poderá ser bem tarde para mudar alguma coisa!
TENHAM UM DIA MARAVILHOSO!
GRANDE ABRAÇO!

Luiz Carlos Loiola

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Definitivamente, esse sou eu. Gosto muito desse texto.

PROFESSOR 3.0

A adoção de TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS traz muitos benefícios para nossa atividade docente, alem de proporcionar uma enorme VALORIZAÇÃO AO EDUCADOR que ama o que faz.
PROFESSOR 3.0
Educação de Sucesso

Brasil - Um país lindo, rico, de natureza exuberante e dimensões continentais

Somos considerados, por quem entende, um dos melhores e mais promissores países do mundo, mas a imagem que se prega é que somos apenas o país do futebol, no que discordo completamente. Esporte é sempre algo fantástico, que está virando apenas negócio. Temos um povo ordeiro, pacífico e trabalhador, mas que não tem acesso a uma educação de qualidade. Temos falhas enormes em todas as etapas do processo e os resultados são o que se vê atualmente nos atos desesperados de trabalhadores, estudantes e até empresários, que não conseguem entender como a falta de organização e planejamento podem ser tão grandes às vésperas de uma copa do mundo, se pagamos tantos impostos e nos esforçamos tanto. Os erros são tão absurdos que os investimentos prioritários são sempre em presídios, para encarcerar jovens e adolescentes que não puderam estudar porque não havia escolas, que não puderam trabalhar porque não havia empregos suficientes e que acabam presos por pequenos delitos, enquanto a impunidade se es…