O que é Internet.org? Saiba mais sobre a empreitada de Mark Zuckerberg

Fiquem ligados. Esse é o assunto que vai estar em todos os cantos durante o ano de 2014.

Site de origem da informação
http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2014/02/o-que-e-internetorg-saiba-mais-sobre-empreitada-de-mark-zuckerberg.html


O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, voltou suas atenções no MWC 2014 para um projeto ousado: o Internet.org. Lançado em 2013, ele vem crescendo a cada dia com o objetivo de conectar todo o mundo. Mas, afinal, o que é exatamente a iniciativa e como ela planeja mudar o acesso à rede? 
Zuckerberg não perdeu a esportiva nem quando perguntado sobre o Snapchat (Foto: Reprodução / MWC)Mark Zuckerberg no MWC, em Barcelona. Fundador do Facebook falou do Internet.org (Foto: Reprodução / MWC)
O que é e quem participa
Como o próprio Zuckerberg disse no MWC 2014, ele e o Facebook não estão sozinhos nessa empreitada. Ericsson, Mediatek, OperaSamsung, Nokia e Qualcomm são parceiras fundadoras do Internet.org. As empresas top de linha que se uniram com uma missão: facilitar o acesso à Internet.
O projeto foi lançado em agosto de 2013, e baseando-se em dados que comprovam que dois terços da população ainda não utiliza a rede mundial de computadores, tenta desenvolver um método de levar a rede aos usuários ainda excluídos digitalmente, e de maneira econômica, usando também os celulares.
“Internet.org é uma parceria global entre líderes em tecnologia, organizações sem fins lucrativos, comunidades locais e especialistas que estão trabalhando juntos para levar a Internet até os dois terços da população mundial ainda sem acesso”, diz o projeto.
Novidades reveladas no MWC
Fazer isso não é fácil e, até agora, ainda não havia muitas informações sobre como estas metas poderiam ser alcançadas. Mas Mark Zuckerberg deu algumas pistas durante a sua apresentação no MWC 2014. A primeira foi de que a ideia principal é tornar a Internet algo como uma necessidade básica para o ser humano.
Qual será a maior inovação do MWC 2014? Comente no Fórum do TechTudo.
Internet.org quer democratizar a web no mundo (Foto: Divulgação) (Foto: Internet.org quer democratizar a web no mundo (Foto: Divulgação))Internet.org quer democratizar a web (Foto: Divulgação)
O objetivo é se unir a parceiras que aceitem disponibilizar serviços básicos, como usar aWikipédia, por exemplo, de graça para os usuários. Isso já é feito em operadoras que dão ao usuário a opção de acessar o Facebook sem custo, por exemplo. Portanto, não ficaria tão complicado assim.
E como as operadoras ganhariam com isso? Poderiam vender links pagos para conteúdo extra e planos com mais dados para navegação em outros serviços não tão básicos – por exemplo, streaming e download de arquivos. Segundo Zuckerberg, no primeiro momento, não seria possível lucrar com isso, mas daria-se um grande passo na comunicação.
A vontade dos integrantes do Internet.org é de que se ofereça serviços básicos de forma gratuita ou com preços mais em conta. Somente com aplicativos que não consumam os dados móveis em alta quantidade. A partir daí, o usuário poderá escolher se quer usar só aquilo, o que já é algo relevante, ou pagar mais para ter a navegação completa.
Parcerias e novos projetos
“Isso tudo não é só teoria”, garantiu o executivo da rede social no MWC. O Facebook já deu o pontapé inicial no modelo de conexão que pretende adotar. Nas Filipinas, começou a ter acesso gratuito nos dispositivos móveis, tanto no app da rede social como no Facebook Messenger, em parceria com a operadora de telefonia local Globe Telecom.
Segundo Zuckerberg, o consumo de dados móveis no país dobrou em aproximadamente quatro meses de operação. Os testes foram feitos apenas com os próprios aplicativos do Facebook para que a rede social pudesse realizar uma análise melhor do sucesso que os programas fariam neste modelo.
Além deste teste, o Facebook anunciou uma iniciativa em Ruanda. Em parceria com uma das empresas que compõem o grupo do Internet.org, a Nokia, o projeto disponibilizará um método de ensino online no país. É o SocialEDU, com a plataforma de educação gratuita na Internet, usando smartphones econômicos da empresa finlandesa.
Outra parceria, com a Ericsson, levou à criação do Internet.org Innovation Lab, em Menlo Park. Ele é um laboratório dedicado aos desenvolvedores que querem testar aplicativos para comunidades com baixo acesso à Internet e com intuito de ajudar a comunicação dentro delas. Terá ambientes de simulação de diferentes ambientes de conexão sem fio e vários projetos para atrair desenvolvedores.
Planos para o futuro
Os planos são ambiciosos. Se o Facebook atualmente tem pouco mais de 1 bilhão de usuários, a Internet.org quer chegar a esse número de pessoas conectadas em cerca de cinco anos. Em dez anos, o objetivo é somar mais de três bilhões de pessoas conectadas. O potencial do projeto é claro e, por isso, há uma necessidade de se pensar grande e buscar conectar o mundo inteiro.

Em parceria com a Unilever, a Internet.org está trabalhando em um projeto focado na Índia, que tem somente 13% de penetração web. Resta saber quais são seus próximos “alvos” e as estratégias a serem utilizadas. Mas, certamente, este não será um projeto passageiro para Facebook e parceiras.

Comentários

Postagens mais visitadas